3 de jul de 2009

Vem cá!


Esqueça as palavras, as rimas, as cartas
Ignore os traços, os laços, as leis
Releve a razão, a dor, a culpa e o resto
Temos o clima, imã e sina.

Agora vem cá!
Esqueça o senso, a bondade, as roupas
Temos cama, mesa e chão.

Vem cá!
Traz contigo todo impudor, a malícia e o tesão
As bocas, as línguas, as mãos
Os pelos, os cachos, sarros, abraços, amassos...

E deita e rola, por baixo, por cima, de lado e de quatro
Me tira os sentidos
Me ama e me goza.