30 de out de 2009

Já passa da meia noite, relevem!

Ah, eu sei, você sabe, todos sabem (ou deveriam saber) que tudo passa, sempre passa, sempre passará. Pois que eu ontem larguei meu mau-humor de antes de ontem e hoje larguei meu drama de ontem e ando largando tudo pelo caminho, e pode até parecer mais nem é por querer, talvez seja algo até de mim para mim mesma, mas a certeza que tenho é de que não é só comigo. Digo, a decisão não é minha. Porra, eu odeio decidir, entendes?! E esse casos atuais nem chegam a parecer decisões, acho quem... bem, são consequências?! Ó SHIT! Os atos também não são só meus, talvez meus e das outras partes de mim, mas... como eu poderia imaginar?! Parar o presente pra pensar no futuro é até de longe broxante. Fato é que eu nem imaginei, eu tinha a certeza de que era algo grande demais pra locomover, era enorme! E... digo sem vergonha que perdi o raciocínio, que não sei porquê estou aqui, essa coisa toda... e peço que por favor parem de ler, é só um desabafo desnexo, eu nem deveria publicar. Pois que eu deixei que me dividissem, deixe que me decidissem, que me indicassem, induzissem, me seduzissem a conter-me, mas todos vêem e os que não vêem, lêem "perdi o poder de conter-me". Então, fingi que aceitei tudo de bom grado, eu ri, fiz trejeito de criança serelepe, saltei, dancei, contei muitas coisas, eu ri, EU RI! Rir é mesmo o melhor remédio? Pois se for, o mundo vai acabar-se em enfermidade. Pois que bebi diversas doses de conformidade; quente, fria, misturada, acompanhada... Ah eu bebi e senti um efeito. Tudo é tão natural, de que adianta chover em copo d'agua? De que adianta chover? A vida resumi-se em secar. Estive por 12 horas conformada, quieta e consistente. Decidida das próximas horas, próximos dias e todas as proximidades possíveis e impossíveis; SEM SURPRESAS!, seria tudo expressamente planejado, analisado e cronometrado. Ré, eu sou foda! Mas "Uau, ela é tão interessante...", e porquê? PORQUÊ? Ela é interessante por perguntar porque eu a acho interessante?! PUTA QUE A PARIU! Eu só posso ser louca, estar ficando louca. Ou então... seria eu realmente muito carente? Sexo não serve para acomodar-me com toda a satisfação do mundo? Falta de amor? Que diabos é amar? Eu devo amar meus lençóis já que quando durmo sem eles me reviro toda, tenho um sono tão inquieto, mal consigo dormir... É, eu amo meus lençóis! E agora, eu sou um ser completo? Ah, façam-me o favor! Fiquem longe de mim! LOOOOOOONGE! E lá vem uma conversinha de leve sobre gnominhos e sereias, isso é tão demais pra mim... Pergunta egocêntrica sem uma gota de egocentricidade... Eu deveria ser castigada, DEVO! Não é por querer, se eu pudesse... " eu tava com medo de você pensar "essa pseudo-intelectual retardada" " Eu realmente não posso com uma dessas, é um desbloqueio, é dar-me demais. Aaaaaaah, eu sou tão vasta! E veja, nós estamos sempre procurando por onde nos apaixonar, é tão inevitável... TÃO! E todos deveriam agora gritar "EU NÃO!" deveriam mesmo...

8 comentários:

Rodrigo Nazca disse...

...

Rodrigo Nazca disse...

o que o sono não faz com as pessoas... ou a falta dele.

Nikku disse...

Locagem de substâncias.

Lana disse...

quando nos escrevemos coisas que nos parecem desconexo, sempre tem uma conexao, e eu adorei, gostei mesmo *:

Nikku disse...

Já passa da meia noite, revelem!

M. disse...

"Quando ela passa: - a veste desgrenhada,
O cabelo revolto em desalinho,
No seu olhar feroz eu adivinho
O mistério da dor que a traz penada.

Moça, tão moça e já desventurada;
Da desdita ferida pelo espinho,
Vai morta em vida assim pelo caminho,
No sudário da mágoa sepultada.

Eu sei a sua história. - Em seu passado
Houve um drama d'amor misterioso
- O segredo d'um peito torturado -

E hoje, para guardar a mágoa oculta,
Canta, soluça - o coração saudoso,
Chora, gargalha, a desgraçada estulta."

Anônimo disse...

O amor é o flagelo e a dor é o prazer... Rir é uma droga sem efeito e acho que nem chega a viciar... Diferente da dor e do amor... Eu queria realmente gritar “‘EU NÃO’”, mas definitivamente não posso...

Mandy disse...

:OOOOOO