30 de dez de 2009

Bem ou mal aventurados os que amam demais? Ou... os que me amam.


Faz tanto tempo que não venho me confessar, vez por outra escrevo aqui duas ou três linhas de algo que esteja me perturbando, grudado em mim, mas... enfim!, talvez eu estivesse me guardando ou aguardando um raciocínio novo sobre essas grades de mim e ele chegou! Na verdade, boa parte dele foi me atirado à cara, como um caminhão, que passa acelerado em um dia chuvoso e joga toda a lama do asfalto em você (Haha! Essa metáfora foi mesmo engraçada e eu nem a fiz de propósito, mas muitos não irão entender). Ok, admito que a lama toda é minha, mas e daí? Eu nunca disse que não era...
Ah, pobrezinhos dos outros pedestres que sujaram-se nessa lama. Coitadinhos... São todos eles tão infelizes devido a toda sujeira e atraso que causei em suas vidas, ?! É? É UM CARALHO! Todos eles molhadinhos, lambuzaram-se com sorriso na cara na minha lama. Rolaram prazerosamente, gozaram, beberam, cuspiram e cospem onde comeram. E o que eu faço? Bem, eu só não resisto a olhos, curvas, ossos, letras, sintonias... Bem, eu não resisto aos que me querem parecer irresistíveis. Seres humanos são tão apetitosos... - A culpa é minha? Talvez até seja, mas e daí?
Com aquele sorrisinho no canto da boca digo "Eu não sirvo!" e ainda assim vocês vão me perdoar?! Pois nunca neguei ser uma canalha sadista de coração miúdo (ou enorme, depende... Qual o tamanho do coração dos que amam demais?). Se eu nunca quis mudar? Creio que não, nem sei se é por me orgulhar de todos os porquinhos que por minha lama passaram ou se por não saber como mudar. É que me divirto muito e sofro pouco, isso não estimula mudanças, concordam? Ei, com isso vocês tem que concordar! Então, que mudem os outros! Que eles mudem ou se mudem de mim. As grades eu ponho em mim e não nos outros.

4 comentários:

StellaCobain disse...

*----------* Ficou muito FODA!

L. disse...

A canalha mazoquista esta apaixonada.e pretende mudar pela paixão.e a libertinagem deu errado.

Rodrigo Nazca disse...

um despertador que não tem mais função e uma gaiolinha de vela acesa...

mas, afinal...

Cada um tem o que merece... e o que lhe é devido no momento oportuno... assim é... assim deve ser.

Nati Tasso disse...

Tão sincero quanto suas confissões, somente suas fotos.