27 de jan de 2010

Isso é o primeiro passo de volta!

Estamos em dias tão quentes e penso como é incomodo se deixar pensar e pior é ainda quando eles vem sem permissão... E sei que eles não ligam avisando, nem batem palma, nem tocam campainha, entram de súbito, derrubam a porta, derrubam o precioso foco de resistência vitoriosa, derrubam-me! É quando o caso é tão inerente que vocês conseguem me entender sem eu própria saber do que estou falando. Ocasião cuja eu não me acompanho, e sim sou arrastada pelas línguas de mim mesma e por mim mesma!

Nenhum comentário: