30 de nov de 2009

Ontem, às 01:27 hrs

... Me faltou ar, e foi mesmo terrível tentar respirar em todas as lembraças à procura de justificantes positividades para tudo aquilo. É! Desde da madrugada passei a chamar 'aquilo', nem mesmo sei como definir... é estranho chamar assim, mas a estranhesa é o menor dos zumbidos que estive ouvindo.

De fato, acho que todos fomos prazerosamente relapsos com nós mesmos, agimos inconsequentemente usando uns aos outros tentando preencher nossos vazios, curar nossos traumas, amenizar nossa pesada, sarcástica, sadista e infinita solidão.
Ontem, ás 01:27 hrs, eu sufoquei.

5 comentários:

Andróide sem par disse...

sou faminto ou minto?

Rodrigo Nazca disse...

pensei que não gostasses da palavra trauma...

Andrey Lourenço disse...

E hoje as 19:45 fizeram te respiração boca-boca.

StellaCobain disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
StellaCobain disse...

Quando olho em seus olhos percebo
que você e as palavras tem algo em comum.
Sempre soube que você possuía alma de poeta.
Sufocada em seus próprios pensamentos,
escrevendo para amenizar seus sentimentos.
Sufocada em sua própria anestesia.
Anestesiada em seu próprio sufoco.
Grita!
Pois teu grito serve-me de inspiração.
Mas não se deixe sufocar,
respire fundo.
O mais fundo que poder.