18 de nov de 2009

SÓ DE SACANAGEM!


Cabelos molhados, rostos conhecidos em desejos encharcados
Garrafas que prenderam nossas sanidades

e nos embebedaram de alarvidades
Com seu vazio gradativo tão convidativo.
Vejo o mundo de outra perspectiva,
Turvo, colorido - um escancarado sorriso!

Olhos me enganam,
Pois os óculos se perderam
e todas as razões se dissolveram.
Meus ouvidos não falham.
Pernas desconhecidas estão a chegar,
se aproximar, maliciosas querendo nos enlaçar.

Intimidados com tanta libertinagem?
Sei que no fundo é apenas falta de coragem.
Desfilando nossa sensualidade só de sacanagem!
Fumaça e problemas ao vento
Corpos quentes expostos ao frio do relento
Cuspindo fogo em vocês e queimando por dentro.



Por: Alana Cascudo e Lilla Fernandes
(http://espelhoreverso.blogspot.com/)

2 comentários:

Lana disse...

primeira, de muitas! :D

M. disse...

Consigo saber quem escreveu o quê, conheço tanto das duas ou sei que suas palavras vem mais maduras aos meus ouvidos.