8 de set de 2010

Letrinhas embriagadas do meu grande boêmio

Boa noite, minha querida
Me convide para entrar
Você me apetece
Basta um sorriso preu ficar
Te pegarei no colo
Correremos até o céu
Rolaremos nas nuvéns
Nos mais divinos pecados
Dar-lhe-ei todo meu corpo
Meus desejos
Meu esforço
Ensinarei os meus caminhos
Te farei tocar os sinos
Brindaremos ao prazer Esmagaremos o pudor
Santificado será o gôzo
Siga-me, sou seu salvador
Jesus cristo já me disse que meu único defeito
É o fato do diabo ter mordido-me de jeito
Então me segure firme
Te levarei para dançar
Em um tour pelo inferno
Vamos nos incendiar
Posso te olhar nos olhos
Te falar ao pé do ouvidos
Te fazer um poeminha
Arranca-lhe mil suspiros
Ususpar todo seu ar
Mostrar o meu sabor
Forçar alguns carinhos
Ou sorri-lhe minha dor
Se me pedir felicidade
Te darei todo meu tempo
Tatuarei teu nome
Com você eu me contento
Mas se quer me decifrar
E me pedes meu amor
Esqueço tudo
Vou embora
Não levo nada
Tenho pressa
Deixo-te um bilhetinho escrito à mão
"Querida me desculpe, eu não minto...
Perdi meu coração."

2 comentários:

Stella Artois disse...

MUUUUUUUUUITO PERFEITO '-'

Vai lançar seu livro quando em?
<3

Rodrigo disse...

bonito...